Recordar Dalila L. Pereira da Costa (1918-2012)









Fico grato ao António Quadros Ferro ter-me trazido esta memória e ter-me proporcionado voltar a este espaço que reservei como homenagem a esta notável presença na cultura e no pensamento português, síntese em poética de uma oração à essência íntima do Ser. Quanto lamento que a vida me disperse, me enfraqueça de energias, me force a concentrar-me no que é o ganha pão destas viagens pelo magnífico. Obrigado, pois, do coração.